27 de novembro, 2019

Tribunal ignora o STF e ainda aumenta pena de Lula para 17 anos no caso do sítio que ele frequentava

NOCAUTE  - 27/NOV/2019 - A 8a. Turma do Tribunal Regional Federal da 4a. Região (TRF-4) condenou, nesta quarta-feira (27) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância. E por unanimidade, decidiu ampliar a pena de Lula de 12 anos e 11 meses, para 17 anos, 1 mês e 10 dias em regime fechado.

Ele deve aguardar o resultado final em liberdade, mas segue sem poder se eleger para qualquer cargo público. Os desembargadores não levaram em conta a decisão recente do STF de que Lula deveria ter sido ouvido após os delatores. O desembargador João Pedro Gebran Neto disse que “o vício alegado pela defesa não trouxe prejuízo a Lula com a inversão de ordem”.

Depois da divulgação do resultado, o advogado de Lula, Cristiano Zanin declarou que a decisão do TRF-4 lhe pareceu uma retaliação, não só à defesa do ex-presidente pelo pedido de anulação da sentença, como também ao Supremo Tribunal Federal, que anulou duas condenações da Lava Jato.
__________________________________________________________

Na TV 247: Damous, Serrano e Neves falam sobre decisão do TRF-4 em 27/nov/2019 - 
#brasil247 #tv247 #política

Os juristas Pedro Serrano, Marcelo Neves e o advogado de Lula, Wadih Damous, falam sobre a decisão do TRF-4 que manteve a sentença copia e cola da 13ª Vara Federal de Curitiba e elevou a pena de Lula de 12 para 17 anos.


_______________________________
Acesse, curta e recomende o JORNAL DO NASSIF

Participe do BLOG e comente esta matéria (dentro das regras abaixo)!

- Enviaremos um e-mail para confirmar se a postagem realmente é sua e não um fake (seu endereço de e-mail não será publicado, será mantido sob sigilo).
- Os comentários serão moderados e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva do autor do comentário.
- Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1000 caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.
- Não há, contudo, moderação ideológica.
A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade.
Obrigado!

Limite de caracteres no comentário : 1000

Total restante: