21 de setembro, 2017
327

Santa Casa de Avaré aderiu a Campanha do Setembro Amarelo

A Diretoria da Santa Casa de Avaré em apoio ao “SETEMBRO AMARELO” confeccionou um boton alusivo a campanha em prevenção do suicído – com o slogam “falar é a melhor solução” que está sendo usado por todos os funcionários e diretoria.

No oficio que recebemos do Provedor da Santa Casa, Miguel Chibane Bakr – acompanhado de alguns exemplares do boton, ele ressalta a importância da Campanha, levando em conta que o município de Avaré (sudoeste do interior de SP, a 265 km. da capital) tem um índice considerado alto de suicídios.

Abaixo outros textos sobre o SETEMBRO AMARELO e suicídio. Por Jornal do Nassif - atualizada em 27/set/2017
___________________________________________________________

O QUE É O SETEMBRO AMARELO: O suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 29 anos - do site ESTUDO PRÁTICO  
(Postado por Ana Ligia, não tem data na matéria).


Quem passa um bom tempo nas redes sociais já deve ter lido algo sobre o Setembro Amarelo e por falta de tempo ou mesmo de interesse não sabem do que trata e não entendem a importância dessa campanha.
O Setembro Amarelo é uma campanha que foi criada com o intuito de informar as pessoas sobre o suicídio, uma prática que normalmente é motivada pela depressão e que mesmo com tantos casos notórios, crescentes a cada ano, ainda existe uma expressiva barreira para falar sobre o problema.

História do Setembro Amarelo: A campanha teve início no Brasil, em 2015, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). As primeiras atividades realizadas pelo Setembro Amarelo aconteceram na capital do país, Brasília; mas já no ano seguinte várias regiões de todo o país aderiram ao movimento e também participaram.

O que é o Setembro Amarelo? A Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (IASP) estimula a divulgação da causa em todo o mundo no dia 10 de setembro, que é a data na qual é comemorada como o Dia Internacional de Prevenção ao Suicídio.

Objetivos do Setembro Amarelo: O principal objetivo da campanha Setembro Amarelo é a conscientização sobre a prevenção do suicídio, buscando alertar a população a respeito da realidade da prática no Brasil e em todo o mundo. Para o Setembro Amarelo, a melhor forma de se evitar um suicídio é através de diálogos e discussões que abordem o problema.

Infelizmente para muitos, o suicídio ainda não é visto como um problema de saúde pública, mas sim uma espécie de fraqueza de conduta ou personalidade.

Depressão - Dados sobre o suicídio: Segundo dados recolhidos em 2012 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida todos os anos, sendo 75% desses indivíduos moradores de países de baixa e média renda. Estima-se que no mundo acontece um suicídio a cada 40 segundos.

Durante todo o mês de setembro, ações são realizadas a fim de sensibilizar a população e os profissionais da área para os sintomas desse problema e para a saúde mental, fazendo-os entender que isso também é uma questão de saúde pública.

Atualmente, o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 29 anos. Todos os dias, pelo menos 32 brasileiros tiram suas próprias vidas. Todos esses números poderiam ser evitados ou reduzidos quase que por inteiro se existissem políticas eficazes de prevenção do suicídio.

Divulgação da campanha Setembro Amarelo: Parecido com o que acontece com o Outubro Rosa e o Novembro Azul, durante o Setembro Amarelo, com o intuito de divulgar a campanha, muitos pontos famosos das cidades ganham a cor que leva o nome através de luzes, como o Cristo Redentor, o Congresso Nacional, Palácio Campo das Princesas, entre outros.


Além das ações feitas em monumentos famosos (acima, o Congresso Nacional em Brasília iluminado com as cores amarelo), também são realizadas caminhadas, passeios ciclísticos e motociclísticos; além de abordagens em locais públicos, onde voluntários distribuem folhetos e falam sobre a importância da prevenção ao suicídio.
___________________________________________________________

Até 2020, a depressão será a doença mais incapacitante do mundo, diz OMS - por revista Resiliência Humana Destaque Psicologia

Ela chega de mansinho, assim como quem não quer nada. Num dia, você acorda triste, desanimado. No outro, bate uma sensação de vazio e uma vontade incontrolável de chorar, sem qualquer motivo aparente. A depressão é assim, um mal silencioso e ainda mal compreendido – até mesmo entre os próprios pacientes.
Considerada um transtorno mental afetivo, ou uma doença psiquiátrica, a depressão é caracterizada pela tristeza constante e outros sintomas negativos que incapacitam o indivíduo para as atividades corriqueiras, como trabalhar, estudar, cuidar da família e até passear.... continua, acesse o link aqui !
___________________________________________________________

1º Boletim sobre suicídio no Brasil revela dados assustadores - Pragmatismo Político - 22/SEP/2017 ÀS 12:03 - Primeiro boletim epidemiológico sobre suicídio no Brasil traz informações preocupantes. Por ano, cerca de 11 mil pessoas tiram a própria vida no país.

Cerca de 11 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos no Brasil. De acordo com o primeiro boletim epidemiológico sobre suicídio, divulgado ontem (22) pelo Ministério da Saúde, entre 2011 e 2016, 62.804 pessoas tiraram suas próprias vidas no país, 79% delas são homens e 21% são mulheres. A divulgação faz parte das ações do Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção ao suicídio.
A taxa de mortalidade por suicídio entre os homens foi quatro vezes maior que a das mulheres, entre 2011 e 2015. São 8,7 suicídios de homens e 2,4 de mulheres por 100 mil habitantes... Continua, acesse o link aqui !
___________________________________________________________

O que é o Setembro Amarelo - do site setembroamarelog.org.br

Iniciado no Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina)e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), o Setembro Amarelo realizou as primeiras atividades em 2015 concentradas em Brasília. Mundialmente, o IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio estimula a divulgação da causa, vinculado ao dia 10 do mesmo mês no qual se comemora o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

O CVV – Centro de Valorização da Vida (uma das principais mobilizadoras do Setembro Amarelo) é uma entidade sem fins lucrativos que atua gratuitamente na prevenção do suicídio desde 1962, membro fundador do Befrienders Worldwide e ativo junto ao IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio), da Abeps (Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio) e de outros órgãos internacionais que atuam pela causa... Continua, acesse o link aqui !

Quando a tristeza derrota a vontade de viver... (1) Jornal do Nassif 29/out/2015 Na Audiência Pública da Saúde de Avaré / SP (set/2015), quando abriu o tempo para as perguntas, a Enfermeira Coordenadora do CAPS foi indagada sobre a questão dos índices de suicídios na cidade...

Quando a tristeza derrota a vontade de viver... (2) Jornal do Nassif 29/out/2015 - OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA, por Carolina Pompeo Grando. O suicídio na pauta jornalística. Existe uma convenção profissional extra-oficial, uma espécie de acordo entre cavalheiros, que determina: suicídios não serão noticiados pela grande imprensa...

Quando a tristeza derrota a vontade de viver... (3) Jornal do Nassif 29/out/2015 - Suicídio: Informar para salvar vidas, por Eliana Haddad. MUNDO SUSTENTÁVEL: O jornalista André Trigueiro lança pela editora Correio Fraterno o livro "Viver é a melhor opção" – Prevenção do suicídio no Brasil e no mundo...
___________________________________________________________
Acesse, curta e recomende o JORNAL DO NASSIF

Participe do BLOG e comente esta matéria (dentro das regras abaixo)!

- Enviaremos um e-mail para confirmar se a postagem realmente é sua e não um fake (seu endereço de e-mail não será publicado, será mantido sob sigilo).
- Os comentários serão moderados e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva do autor do comentário.
- Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1000 caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.
- Não há, contudo, moderação ideológica.
A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade.
Obrigado!

Limite de caracteres no comentário : 1000

Total restante: