25 de abril, 2019

Lula só quer Folha e El País em entrevista, por Esmael Morais no BLOG DO ESMAEL

A defesa do ex-presidente Lula poderá reclamar ao STF da decisão da Polícia Federal de expor o ex-presidente, na entrevista de amanhã, a uma plateia de jornalistas convidados pela Superintendência do órgão em Curitiba. Na semana passada, o ministro Dias Toffoli. Blog do Esmael por Esmael Moraes em 25/abril/2019

A defesa do ex-presidente Lula poderá reclamar ao STF da decisão da Polícia Federal de expor o ex-presidente, na entrevista de amanhã, a uma plateia de jornalistas convidados pela Superintendência do órgão em Curitiba.

Na semana passada, o ministro Dias Toffoli derrubou censura de 8 meses às entrevistas do petista. A autorização inicial é para Mônica Bergamo, da Folha, e Florestan Fernandes, do El País.

A decisão também desrespeita o trabalho dos jornalistas e dos veículos de comunicação que há oito meses obtiveram autorização para entrevista na época das eleições, ou seja, o El País e a Folha de S.Paulo, entrevistas que ficaram suspensas por oito meses devido a uma decisão liminar cassada na semana passada”, diz a assessoria de Lula.

De acordo com a defesa, o ex-presidente encontra-se a disposição para dar entrevista para a Folha de S. Paulo e para o El País, conforme decisão obtida por eles junto ao Supremo Tribunal Federal.

A seguir, leia o comunicado de Lula:

Polícia Federal desrespeita decisão do Supremo Tribunal Federal sobre entrevista de Lula

A Superintendência do Paraná da Polícia Federal tomou uma decisão nessa quinta-feira que desrespeita o Supremo Tribunal Federal, que deu ao ex-presidente Lula o direito de conceder entrevistas.

A decisão também desrespeita o trabalho dos jornalistas e dos veículos de comunicação que há oito meses obtiveram autorização para entrevista na época das eleições, ou seja, o El País e a Folha de S. Paulo, entrevistas que ficaram suspensas por oito meses devido a uma decisão liminar cassada na semana passada.

A Superintendência da Polícia Federal no Paraná determinou a constituição de uma plateia para jornalistas convidados por ela própria para assistir a entrevista sem direito de fazer perguntas. A decisão viola primeiro a decisão do Supremo, já que as entrevistas devem acontecer com anuência do ex-presidente, e também os jornalistas, a prática e a ética jornalística ao permitir que profissionais de outros veículos assistam entrevistas exclusivas para outras publicações e publiquem antes uma entrevista pela qual os outros veículos lutaram na justiça por meses.

O ex-presidente Lula encontra-se a disposição para dar entrevista para a Folha de S. Paulo e para o El País, conforme decisão obtida por eles junto ao Supremo Tribunal Federal.

Assessoria de imprensa do ex-presidente Lula
__________________________________________________________



Lula será entrevistado na sexta pela Folha e El País, por ESMAEL DE MORAES no BLOG DO MORAES em 24/abril/2019

Os jornalistas Monica Bergamo (Folha) e Florestan Fernandes (El País) irão a Curitiba, nesta sexta-feira (26), para entrevistar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista cumpre pena antecipada no caso

 Os jornalistas Monica Bergamo (Folha) e Florestan Fernandes (El País) irão a Curitiba, nesta sexta-feira (26), para entrevistar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O petista cumpre pena antecipada no caso tríplex há um ano e 17 dias. Desde então, é a primeira vez que Lula falará à imprensa. Ele estava censurado desde setembro de 2018, mas o ministro do STF Dias Toffoli derrubou a proibição na semana passada.

O juízo da execução penal em Curitiba — a 12ª Vara Federal — determinou que os dois profissionais façam conjuntamente a entrevista na carceragem da Polícia Federal.
__________________________________________________________
Acesse, curta e recomende o JORNAL DO NASSIF

Participe do BLOG e comente esta matéria (dentro das regras abaixo)!

- Enviaremos um e-mail para confirmar se a postagem realmente é sua e não um fake (seu endereço de e-mail não será publicado, será mantido sob sigilo).
- Os comentários serão moderados e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva do autor do comentário.
- Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1000 caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.
- Não há, contudo, moderação ideológica.
A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade.
Obrigado!

Limite de caracteres no comentário : 1000

Total restante: