20 de janeiro, 2018
2933

Globo anuncia processo contra Moro - por recado dos 'fascistas da Lava Jato'

Num vídeo contundente, o deputado Wadih Damous afirma que o decisão da Lava ato de acorrentar Sergio Cabral, como se fazia com os escravos, foi um recado dos "fascistas da Lava Jato" a toda a esquerda brasileira. Blog do Esmael e Brasil 247  - 20/Jan/2018 

Por meio da pena do jornalista Lauro Jardim, a Globo anuncia que o ex-governador Sérgio Cabral vai processar o juiz Sérgio Moro e o diretor da Polícia Federal Fernando Segóvia.

Até a Globo ficou incomodada com as algemas e correntes exibidas na transferência de Cabral para a masmorra de Moro, em Curitiba.

Os Marinho sabem que se cometem essa desumanidade com um ex-governador um dia também poderá ocorrer com eles.

Portanto, está corretíssima a Globo em condenar o abuso da lava jato em relação a Cabral.


Abaixo, leia a informação de Lauro Jardim:

"Tratamento Selvagem

O tratamento selvagem (e ilegal) dado a Sérgio Cabral pela PF na sua transferência para Curitiba começa a ter consequências.

A defesa de Cabral dará entrada no início da semana com uma notícia criminal contra o juiz Sérgio Moro e contra Fernando Segóvia, diretor-geral da PF. Vai alegar que Cabral “foi conduzido e exibido de forma desumana”.

Mais: a força-tarefa da Lava-Jato no Rio de Janeiro, que nada tem a ver com o que ocorreu, vai apurar já na segunda-feira quem foram os responsáveis pela extravagante decisão."
_________________________________________________________

Leia também - atualizado em 21/01/2018 as 21h11:



O despertar das bestas, por FERNANDO BRITO no Tijolaço 20/01/2018

Os desembargadores do TRF-4 deveriam ler os comentários dos leitores da Folha ao vigoroso artigo de Mário César Carvalho, no qual ele reage ao espetáculo deprimente encenado ontem em Curitiba no qual ele reage ao espetáculo deprimente encenado ontem em Curitiba com Sérgio Cabral sendo exibido acorrentado aos fotógrafos pelos “policiais da Lava Jato”, este troço disforme que se formou sob a batuta de Sérgio Moro e dos garotos dallagnol, tal como se fez neste blog, inclusive nos conceitos terríveis sobre o ex-governador.

A humilhação das correntes nos pés tem um parentesco óbvio com a condução coercitiva, mecanismo que a Lava Jato usou e abusou até ele ser vetado em caráter provisório pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

A condução coercitiva tinha como função espezinhar o investigado, apesar de os procuradores, a Polícia Federal e até juízes alegarem que era para evitar que os investigados combinassem versões sobre os fatos investigados. O problema é que a lei não prevê o uso da condução coercitiva para esse caso. Ela só é autorizada quando o investigado se recusa a depor, o que não era o caso na Lava Jato.

O caso das correntes é pior porque não há justificativa alguma para essa medida medieval.... continua, acesse o link aqui !

_________________________________________________________

CABRAL ACIONA MORO E SEGÓVIA POR TER SIDO CONDUZIDO COMO ESCRAVO - Brasil 247 20/jan/2018 as 21:07

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, decidiu processar criminalmente o juiz Sergio Moro e o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, por ter sido conduzido com algemas nas mãos e correntes nos pés, tal qual se fazia com os escravos no Brasil.

A notícia foi dada pelo colunista Lauro Jardim, do Globo, que afirma que Cabral recebeu um "tratamento selvagem e ilegal".

Em vídeo postado nesta tarde, o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ), que já presidiu a seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro, se mostrou indignado e disse que "fascistas da Lava Jato" acorrentaram Cabral para ameaçar todos os que lutam por democracia no Brasil, às vésperas do julgamento em que Lula pode ser condenado sem provas.
_________________________________________________________

Wadih: fascistas da Lava Jato mandaram recado a Lula, acorrentando Cabral, TV 247 - Publicado em 20/jan/2018

Num vídeo contundente, o deputado Wadih Damous afirma que o decisão da Lava Jato de acorrentar Sergio Cabral, como se fazia com os escravos, foi um recado dos "fascistas da Lava Jato" a toda a esquerda brasileira



Acesse, curta e recomende o JORNAL DO NASSIF

Comentarios

  1. Glória Maria

    Nada justifica a conduta desses justiceiros. Não está em foco o que fizeram ou deixaram de fazer figuras execráveis como Garotinho, Cabral; é apenas o respeito aos direitos constitucionais de todos nós que esses capitães do mato, por dever de ofício ,devem garantir..

Participe do BLOG e comente esta matéria (dentro das regras abaixo)!

- Enviaremos um e-mail para confirmar se a postagem realmente é sua e não um fake (seu endereço de e-mail não será publicado, será mantido sob sigilo).
- Os comentários serão moderados e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva do autor do comentário.
- Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1000 caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.
- Não há, contudo, moderação ideológica.
A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade.
Obrigado!

Limite de caracteres no comentário : 1000

Total restante: